Voos para a Itália


Repleta de história, gastronomia, arte e cultura, a Itália é vasta e variada, atraente para todos os gostos, com base no que o visitante deseja. A antiga cidade de Roma (FCO) tem ruínas em todos os cantos, reminiscentes de seus dias de glória de governar o mundo, mas ainda é tão complexa, diversificada e bela como sempre. Em Veneza (VCE), a cidade do mármore em uma lagoa, os famosos canais passam por locais com arquitetura e arte de renome mundial. Com Milão (MXP) e seu status de epicentro da moda, a Itália é um destino perfeito há séculos.

Requisitos de viagem e destinos


Acesse o Delta Discover Map para obter as informações mais recentes sobre como visitar a Itália e outros lugares do mundo. Procure o destino desejado para ver detalhes sobre possíveis requisitos de entrada.

Viva a #SkyMilesLife


Nossos associados SkyMiles viajam pelo mundo, tirando fotos como estas e criando uma lista de tudo que você deve fazer na Itália.

O Aeroporto Leonardo da Vinci-Fiumicino (FCO), também conhecido como Aeroporto Fiumicino, é o principal aeroporto da Itália e um dos mais movimentados da Europa. Estima-se que 950.000 passageiros passem por ele todos os anos. Localizado a 25 milhas de Roma, em Fiumicino, o aeroporto tem quatro terminais e serviço de transporte gratuito entre os terminais.

Em Milão, o Aeroporto de Malpensa (MPX) é para onde a Delta voa. É o aeroporto 2o aeroporto mais movimentado do país e tem dois terminais. Fica a noroeste da cidade. Em Veneza, a maioria dos visitantes chega ao Aeroporto Marco Polo (VCE), onde o serviço de transporte, trem e barcos leva os visitantes à cidade.

Roma

Passear pelas icônicas ruínas antigas de Roma é uma obrigação para os visitantes de primeira viagem. Inaugurado em 80 d.C., o Coliseu de 50 mil lugares é um exemplo impressionante de arquitetura e design romano, com arcos, colunas, assentos diferenciados e uma rede subterrânea de passagens para armazenamento de animais vivos e encenação de lutas. Os visitantes podem fazer visitas guiadas de seu interior.

O Fórum Romano era o centro da vida política, comercial e espiritual de Roma. Aqui, entre as vastas ruínas de grandes avenidas, templos, basílicas e salas de reunião, é onde Júlio César foi cremado, Romulus foi enterrado e a sede original do Senado Romano foi localizada.

Lar da maior cúpula de concreto não reforçado já construído, o Panteão é um antigo templo de 2.000 anos considerado o monumento mais bem preservado de Roma. Originalmente dedicado aos deuses clássicos, hoje ele é uma igreja cristã chamada Basílica di Santa Maria ad Martyres.

A Basílica de São Pedro é a maior de todas as grandes igrejas de Roma, onde o papa é o único sacerdote com permissão para servir no altar. Consagrada em 1626, ela levou 120 anos para ser construída. Há muito para ver aqui, mas é essencial que os visitantes vejam a escultura de Michelangelo, Pietá, na frente da nave e da cúpula que ele projetou.

Falando de Michelangelo, não perca a Capela Sistina no Museu do Vaticano, lar do afresco no teto que representa a Criação de Adão, a Criação de Eva, o Pecado Original e o Banimento do Jardim do Éden, o Sacrifício de Noé, e O Grande Dilúvio. A imagem do dedo de Deus tocando o de Adão é indiscutivelmente a pintura mais famosa do mundo.

Milão

Os novos visitantes a Milão devem começar pela Piazza del Duomo. Facilmente acessível por metrô, a praça está a uma curta distância de alguns dos monumentos mais impressionantes de Milão, inclusive da terceira maior catedral na Europa, o Duomo. Nas proximidades, a Galleria Vittorio Emanuele é um centro comercial, cuja arquitetura agradará seus olhos tanto quanto a moda em seu interior.

Uma das capitais mundiais da moda, Milão é para consumidores, especialmente consumidores com gosto sofisticado. Dê uma caminhada pela Via Montenapoleone, onde alguns dos designers mais chiques, como Prada, Dolce & Gabanna, Bulgari e Versace têm boutiques. Depois de passar o dia só querendo, visite o Opera na célebre La Scala a poucos quarteirões de distância.

Os grandes mestres amavam Milão. Nas proximidades, a Igreja de Santa Maria delle Grazie abriga a obra-prima de Leonardo da Vinci, A Santa Ceia. Planeje com antecedência para isso, porque é necessário reservar. Ou visite o Castelo Sforza, onde está exposta a última escultura de Michelangelo, a Rondanini Pietá.

Para uma viagem inesquecível de um dia, pegue um trem para um dos destinos mais belos e atuais da Itália, o Lago Como.

Devido ao seu tamanho, a Itália tem vários climas. No Norte, em cidades como Milão, a temperatura é mais sazonal, com invernos mais frios, particularmente em lugares como Turim. Conforme vamos para o Sul, para cidades como Roma, Florença e Nápoles, o clima assume um clima mediterrâneo, com verões mais quentes e secos e invernos úmidos.