Voos para Londres, Inglaterra (LHR)


Uma das cidades mais importantes do mundo, Londres está tão viva hoje quanto era séculos atrás, estabelecendo-se como um centro internacional de cultura e história. Enquanto seus monumentos mais famosos, como o Big Ben, o Palácio de Buckingham e a Abadia de Westminster, marcam presença no centro da cidade, os visitantes podem explorar muito mais e conhecer o teatro de West End, a arte mundialmente famosa no Tate Modern e experimentar refeições de todo o mundo. A maioria dos visitantes voa para o Aeroporto de Heathrow (LHR), um dos mais movimentados do mundo, e depois de chegar na cidade, pode aproveitar o local que resistiu à peste e à Segunda Guerra Mundial, inspirou Shakespeare e Dickens, e sempre convidará você para um delicioso “pint” em um pub acolhedor.

Requisitos de viagem e destinos



Use nosso Delta Discover Map para obter detalhes sobre quaisquer possíveis requisitos de entrada.

Viva a #SkyMilesLife


Nossos associados SkyMiles viajam pelo mundo, tirando fotos e elaborando listas de tudo o que fazer em Londres.

O principal aeroporto de Londres, o London-Heathrow Internacional, é um dos mais movimentados do mundo em tráfego de passageiros. Os viajantes que passam pelo Heathrow ¾ em torno de 73,4 milhões em um ano recente ¾ estão vinculados a 185 destinos em 84 países. O aeroporto tem até mesmo sua própria imprensa residente, servindo os principais jornais e estações de televisão do mundo. Os quatro terminais de passageiros do aeroporto possuem muitos restaurantes, cafés, pubs e lojas. O aeroporto também oferece Wi-Fi gratuito, áreas de lazer familiar e até mesmo capelães servindo os viajantes de sete religiões diferentes.

Aeroporto Internacional de Londres-Heathrow (LHR)

Atrações gratuitas

Arquitetura, arte, moda, literatura, teatro e comida também são joias que Londres usa em sua coroa. Mas talvez o aspecto mais subvalorizado desta cidade bastante cara é o quanto você pode ver e fazer sem gastar um centavo. Vários dos museus de classe mundial da cidade, incluindo o Museu Britânico, a Tate Modern, a Galeria Nacional e o Victoria & Albert, são gratuitos. E isso é apenas uma amostra.

Duas igrejas notáveis, a igreja de St. Paul (não a catedral) e a igreja Temple também podem ser exploradas gratuitamente. A primeiro recebeu o primeiro show de Punch e Judy em 1662 e a última teve um papel no Código Da Vinci.

Londres também tem mais espaço verde do que qualquer outra capital no mundo. Na verdade, quase um terço da cidade é dedicado a ele. Visite os Jardins de Kensington, que abrigam a residência real do Palácio de Kensington. Dê um passeio pelo Hyde Park, com 350 acres de parque na cidade, onde os habitantes locais participam de tudo, desde natação e canoagem a tênis e equitação. E aos domingos, certifique-se de ir ao Speaker's Corner para ouvir os londrinos em pleno palco.

E claro, você não pode deixar Londres sem presenciar a troca da guarda do Palácio de Buckingham. A cerimônia, que acontece diariamente às 11:30 entre abril e julho, dura cerca de 45 minutos.

Marcos históricos

Não seríamos justos com Londres sem mencionar os 150 monumentos antigos da cidade. Entre os famosos monumentos imperdíveis está a Torre de Londres, o castelo ao longo do Rio Tâmisa que abriga as joias da coroa da Inglaterra. Há também a Abadia de Westminster, igreja gótica que já hospedou pelo menos 16 casamentos reais desde 1100. E nenhuma visita seria completa sem avistar o Big Ben, a torre do relógio no Palácio de Westminster, o parlamento da Grã-Bretanha. E se você quer observar tudo de uma só vez, ande na London Eye, uma moderna roda-gigante com cabines de vidro que oferece vistas para tudo isso.

Artes cênicas

Londres é também uma cidade de performances. O distrito de West End possui uma coleção de teatros londrinos que equivalem à Broadway. Assista a uma variedade de shows, musicais, clássicos de Shakespeare e danças. Se é um fã de ópera, a Royal Opera House é considerada uma das melhores casas de ópera do mundo. É também a casa do Royal Ballet e hospeda uma orquestra sinfônica residente.

Restaurantes

Embora a cozinha inglesa historicamente tenha sido alvo de piadas culinárias, Londres não é pouca coisa em termos de gastronomia. A cidade possui 45 restaurantes com estrelas Michelin e graças em parte à diversidade de seus moradores, Londres deixa diversas cozinhas étnicas orgulhosas, da indiana e italiana à cantonesa e francesa.

Apesar de sua reputação de cidade chuvosa, Londres na verdade recebe menos precipitação anual que diversos outros destinos populares, incluindo Roma, Sydney e Nova York. Seus verões costumam ser amenos e ocasionalmente quentes, com temperaturas médias em julho de aproximadamente 75 °F. Seus invernos são frios e úmidos e ocasionalmente apresentam queda de neve. Em Janeiro, a alta média fica em torno de 46 °F.