Animais de serviço e apoio


Nas viagens com a Delta, aceitamos animais de serviço e apoio na cabine da aeronave. Ao viajar com um animal de serviço ou apoio, estamos aqui para garantir que sua viagem seja perfeita.

 


A DIFERENÇA ENTRE ANIMAIS DE SERVIÇO TREINADOS E ANIMAIS DE APOIO EMOCIONAL OU SERVIÇO PSIQUIÁTRICO

Sabemos que os dois tipos de animais oferecem serviços inestimáveis e os aceitamos ambos em nossos voos. Para viajar com um animal de apoio emocional ou de serviço psiquiátrico, os passageiros devem enviar a documentação necessária pelo menos 48 horas antes do voo. Em caso de dúvida, ligue para 404-209-3434. Incentiva-se comunicar com antecedência, mas isso não é obrigatório para clientes em viagem com animais de serviço treinados.

Saiba que nossa política para animais de apoio e serviço está mudando. A partir de 10 de julho de 2018, cada cliente estará limitado a um animal de apoio emocional. Além disso, não aceitamos mais cães da raça pit bull como animal de apoio ou serviço.

ANIMAIS DE SERVIÇO TREINADOS

Animais de serviço treinados recebem treinamento para auxiliar quem possui deficiência visual, surdez ou problemas de audição, diabetes, epilepsia, limitações de mobilidade ou outras necessidades.
Para viajarem com um animal de serviço treinado, solicitamos que os passageiros:

  1. Viajem com o formulário de saúde emitido pelo veterinário ou o cartão de vacinação do animal
  2. Embora não seja obrigatório, solicitamos aos passageiros que preencham o arquivo Animal de serviço treinado (Trained Service Animal) em PDF
  3. Enviá-lo a Minhas viagens por meio do formulário de solicitação de serviço de acessibilidade (Accessibility Service Request)

ANIMAIS DE APOIO EMOCIONAL OU DE AUXÍLIO PSIQUIÁTRICO

Animais de apoio emocional ajudam pessoas com problemas emocionais, psiquiátricos, cognitivos ou psicológicos.
Para viajarem com um animal de apoio emocional ou auxílio psiquiátrico, os passageiros devem:

  1. Baixar e preencher o arquivo Animal de apoio emocional (Emotional Support Animal) em PDF
  2. Enviá-lo a Minhas viagens por meio do formulário “Solicitação de serviço de acessibilidade” (Accessibility Service Request)
  3. Manter toda a documentação com você enquanto estiver viajando

Qualquer animal que não seja cão ou gato será analisado caso a caso. Animais de serviço e de apoio devem permanecer com o passageiro o tempo todo; animais desacompanhados não são permitidos na cabine.

Voando com um animal de serviço treinado ou de apoio emocional


Em voos da Delta, animais de serviço e apoio devem permanecer sentados no chão sob o assento do passageiro ou em seu colo. Animais de serviço e apoio e seus itens viajam gratuitamente. O tamanho do animal não deve ultrapassar o “espaço” do assento do passageiro.

OBS.: Se você tiver algum problema com seu animal de serviço enquanto estiver no aeroporto ou a bordo, peça para falar com um funcionário de resolução de reclamações (Complaint Resolution Official, CRO). Esses representantes da Delta estão prontos para ajudar os passageiros com necessidades de acessibilidade e proteger seus direitos quando você viajar pelo ar.

Ao viajar com um animal de serviço ou apoio, você deverá selecionar um assento que ofereça espaço para seu animal. Animais de serviço e apoio devem ficar sentados no chão, no espaço embaixo do assento ou no colo de um passageiro. Nenhum animal está autorizado a ocupar assentos que sejam atribuídos aos passageiros ou comer nas bandejas.

Entenda que, com animais de serviço de maior porte ou passageiros com vários animais de serviço, pode ser necessário reacomodá-lo se os animais invadirem o espaço de outros passageiros ou os corredores, o que seria uma violação dos regulamentos da FAA.

Caso precise de tempo adicional para embarcar, o pré-embarque estará disponível para acomodá-lo durante o processo de embarque. Certifique-se de chegar ao portão com tempo suficiente para organizar com os agentes antes do embarque.

É importante lembrar que alguns locais, como Havaí, Reino Unido e outros países insulares, possuem exigências adicionais, leis de quarentena podem não permitir a entrada ou o trânsito de animais. Entre em contato conosco pelo telefone 404-209-3434 ou visite o consulado do governo local para saber sobre as exigências de cada ponto de trânsito e de seu destino final.

Não permitimos os seguintes animais de apoio ou serviço, pois eles podem trazer problemas de segurança e/ou públicos.  Caso tenha dúvidas adicionais, entre em contato com linha de assistência à acessibilidade pelo número 404-209-3434.

  • Ouriços
  • Furões
  • Insetos
  • Roedores
  • Cobras
  • Aranhas
  • Pentauro-do-açúcar
  • Répteis
  • Anfíbios
  • Cabras
  • Aves selvagens (aves de fazenda, aves aquáticas, aves para caça e aves de rapina)
  • Animais sem higiene adequada e/ou que exalem odor fétido
  • Animais com presas, chifres ou cascos

Service or Support Animal Documentation


For the safety and health of everyone, we require documentation customers  traveling with an emotional support animals in an aircraft cabin. Para enviar a documentação, baixe o PDF e envie-o com o formulário “Solicitação de serviço de acessibilidade”, localizado em Minhas viagens, pelo menos 48 horas antes de um voo.

Animais de serviço treinados

We recommend all customers traveling with a trained service animal carry the animal’s current veterinary health form. Delta reserves the right to review those documents at any time.  Customers may download the form and upload through the Accessibility Service Request form located in My Trips.  É possível enviar uma cópia do cartão de vacinação em vez do formulário de saúde emitido pelo veterinário, desde que as datas de vacinação e as informações do consultório veterinário estejam incluídas.  Para obter ajuda com esse formulário, ligue para a nossa linha de assistência à acessibilidade pelo número 404-209-3434.  Em alguns casos, os clientes precisarão apresentar o formulário de saúde emitido pelo veterinário e/ou o cartão de vacinação, ou outro comprovante semelhante (emitido até um ano antes da data da viagem).

Baixe o formulário disponível:

ANIMAIS DE SERVIÇO TREINADOS

Animais de apoio emocional ou de serviço psiquiátrico

Envie a documentação referente ao animal de apoio emocional e auxílio psiquiátrico pelo menos 48 horas antes de seu voo. Atualmente, exigimos documentação que não tenha mais de um ano (antes do primeiro voo do itinerário), seja fornecida por um profissional credenciado e indique a necessidade de um animal de apoio emocional, além do certificado de saúde do animal, incluindo vacinação contra raiva e DRB. A documentação pode ser fornecida com uma cópia digital, e recomenda-se apresentar o número de licença profissional, embora não seja obrigatório. Baixe a documentação e envie-a com o formulário de Solicitação de serviço de acessibilidade, localizado em Minhas viagens.

Comportamento impróprio do animal de serviço ou apoio


Sabemos que animais de serviço e apoio são altamente treinados. Só recusaremos o transporte do animal se ele demonstrar um comportamento impróprio, como:

  • Rosnar
  • Pular nos passageiros
  • Fizer suas necessidades no portão ou na cabine
  • Latir muito, não em resposta às necessidades ou à angústia do dono
  • Comer nas bandejas

Perguntas frequentes sobre animais de serviço e apoio


Na maioria das vezes, um animal de serviço ou apoio em treinamento não está qualificado como animal treinado e não pode ficar na cabine. Há duas exceções:

  • O animal de serviço ou apoio em treinamento está viajando com um treinador profissional em trânsito para o dono
  • O animal em treinamento já é um animal de serviço ou apoio treinado e está viajando com um treinador certificado para treinamento adicional

Sim, todos os aeroportos dos Estados Unidos devem fornecer uma área designada para isso. Apesar de a Delta Air Lines não ser responsável por fornecer cuidados, alimentos e supervisão das áreas, podemos ajudar identificando onde haja uma área designada para as necessidades dos animais e levando um passageiro até a área, inclusive passando pela segurança, se necessário.

A política do Delta Sky Club para animais de serviço e apoio é a mesma utilizada nas aeronaves da Delta.

A Delta aceita passageiros em viagem com vários animais serviço. Contudo, somente um animal de apoio emocional é permitido por passageiro.  A necessidade de vários animais será avaliada. É de responsabilidade do passageiro garantir espaço adequado para acomodar vários animais. Apesar de não ser exigido, pode ser necessário adquirir assentos extras para fornecer espaço suficiente para acomodar todos os animais. Animais não se sentam nos assentos; eles devem ser acomodados no chão, no espaço para os pés do passageiro. Todos os animais devem se comportar de forma apropriada, e a documentação para animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico deve refletir a necessidade de animais adicionais. Os animais devem ter um tamanho que não ultrapasse o espaço do assento.

  • Um ou mais animais de serviço ou de apoio podem ser acomodados nos pés do passageiro em qualquer assento de primeira fila ou em outro assento, desde que nenhuma parte do animal fique no corredor. Os animais devem ter um tamanho que não ultrapasse o espaço do assento.
  • Os animais de serviço não podem utilizar o espaço para pés de outro passageiro que não deseje compartilhá-lo com um animal de serviço ou apoio.
  • Animais de serviço e apoio podem ficar no colo do passageiro em todas as fases do voo, incluindo durante a movimentação em solo, decolagem e pouso, desde que o animal não seja maior do que uma criança de colo (com menos de 2 anos de idade).
  • O animal deve permanecer com o passageiro o tempo todo.
  • O animal não pode ocupar um assento.
  • Se nenhum assento único acomodar o animal e o passageiro sem causar nenhuma obstrução, o passageiro poderá despachar o animal de serviço ou apoio como bagagem, sem custo, ou comprar um bilhete adicional para o animal, permitindo que ele ocupe aquele espaço no chão. O passageiro pode comprar um segundo bilhete pelo mesmo valor que o bilhete original.
  • Não há garantia de espaço adicional além de um assento por bilhete.
  • Passageiros com animais de serviço ou apoio treinados podem ocupar assentos-cama, mas devem solicitar assistência a um comissário de bordo.

As políticas e procedimentos da Delta Air Lines ainda se aplicam a passageiros com associação no NSAR ou entidade semelhante. Veja as políticas e procedimentos ou ligue para a nossa linha de assistência à acessibilidade pelo 404-209-3434.

Taxas de viagem

Não há nenhuma cobrança pelo transporte de animais de serviço ou apoio, ou de seus equipamentos auxiliares, sejam eles transportados na cabine ou como bagagem verificada, tampouco por um animal de grande porte como carga. Um canil para animais (esteja ele vazio ou ocupado) é considerado um equipamento auxiliar e não gera nenhuma cobrança de taxa de bagagem.

Bagagem

Animais de serviço ou apoio não recebem atribuição de bagagem de mão do passageiro.

Restrições do aeroporto

Alguns aeroportos têm exigências locais e estaduais adicionais para o transporte de animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico que passam por eles.

PBI

O Aeroporto Internacional de Palm Beach (PBI) exige que os animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico estejam presos no aeroporto, do saguão até o portão.

GSP

O Aeroporto de Greenville Spartanburg Airport (GSP) exige que os animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico estejam presos no aeroporto, do saguão até o portão.

JFK

Ao chegar ao Aeroporto John F. Kennedy (JFK), todos os animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico e de serviço treinado que chegarem de uma estação “pré-inspecionada” internacional deverão passar pela inspeção de segurança da TSA.

Exigências do Havaí

Animais de serviço podem viajar para o Havaí sob certas condições. Apenas cães-guia treinados e cães de serviço são aceitos com certas disposições, incluindo o planejamento antecipado e a verificação de disponibilidade.

Pelo HDOA, os passageiros devem seguir os passos destacados no link acima para entrar no Havaí sem quarentena. Você pode entrar em contato com o HDOA:

hdoa.hawaii.gov;
808-483-7151
rabiesfree@hawaii.gov

  • O animal de serviço deve viajar com o passageiro com deficiência. Todos os animais são examinados ao chegarem ao Aeroporto Internacional de Honolulu (HNL) na instalação de retenção de quarentena animal (Animal Quarantine Holding Facility), que opera diariamente das 9h às 15h30
  • Passageiros com cães-guia ou de serviço precisam solicitar inspeção no terminal do HNL entre 8 e 16 se forem notificados e aprovados pelo HDOA 7 dias ou mais antes da viagem

Um animal de apoio emocional/psiquiátrico (cães ou gatos) em viagem de ou para o Aeroporto Internacional de Honolulu deve atender às exigências e ser aprovado pelo programa de quarentena de cinco dias ou menos. Se o animal não atender a essas exigências, é possível que ele fique em quarentena por até 120 dias. Observação: Devido ao tempo mínimo necessário para preparar um filhote de cão ou gato para atender às exigências do programa de cinco dias ou menos, o animal precisará ter cerca de 10 meses de idade no momento em que os preparativos estiverem prontos.

  • Caso o animal não seja um cão ou um gato, o passageiro deve entrar em contato com o Departamento de Controle de Doenças Animais (Animal Control Disease Branch) pelo número 808-837-8092 ou 808-483-7106. O animal de apoio emocional deve atender às exigências e ser aprovado pelo Departamento de Controle de Doenças Animais.
  • Para viagens às ilhas vizinhas, o animal de apoio emocional deve atender às exigências e ser aprovado pelo Programa de Ilhas Vizinhas.
  • Ao chegar ao aeroporto, apresentar qualquer documentação recebida pelo Departamento de Agricultura do Havaí (HDOA), pelo Departamento de Controle de Doenças Animais ou pelo Programa de Ilhas Vizinhas. Exigências de documentação da Delta também se aplicam. Observação: O CES deve documentar no PNR que o passageiro foi aconselhado sobre toda a documentação necessária.
  • Os passageiros em viagem com animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico devem se programar para que seus voos cheguem após as 9 ou até as 15:30, horário do Havaí, pois pode levar até uma hora para que as companhias aéreas transportem um animal à Instalação de retenção de quarentena animal do aeroporto. Animais que chegarem muito cedo ou após as 15h30 à instalação não serão liberados no aeroporto naquele dia.
  • Os passageiros com animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico podem solicitar a inspeção no Aeroporto Internacional de Honolulu (HNL) antes das 9 e depois das 15:30; é necessária a aprovação da inspeção pelo HDOA 7 dias ou mais antes da chegada.

Para obter mais informações:

Departamento de Agricultura do Havaí (HDOA)
Website: HDOA.Hawaii.gov
Telefone: 808-483-7151; e-mail: rabiesfree@hawaii.gov
Departamento de Controle de Doenças Animais
Telefone: 808-837-8092 ou 808-483-7106

As políticas de aceitação para animais de serviço variam dependendo do país. Isso inclui exigências de passaportes para animais de estimação e documentação comprovando a saúde do animal.

Se um país/território da rota proibir a entrada de um animal, ele não poderá viajar.

Atenção JFK:
Ao chegar ao Aeroporto John F. Kennedy (JFK), todos os animais de apoio e de serviço treinados que chegarem de uma estação “pré-inspecionada” internacional deverão passar pela inspeção de segurança da TSA.

Atenção Brasil:
Cães-guia treinados são o único tipo de animal de serviço permitido em voos nacionais operados pelo parceiro em voos compartilhados GOL Linhas Aéreas Inteligentes.

  • Animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico nunca são permitidos em voos nacionais operados pelo parceiro em voos compartilhados GOL Linhas Aéreas Inteligentes. “Nacional” significa de uma cidade do Brasil a outra cidade do Brasil (por exemplo, de São Paulo ao Rio de Janeiro).
  • Passageiros internacionais em conexão de/para um voo nacional compartilhado, operado por um parceiro ou pela mesma companhia aérea dentro do Brasil, e que solicitarem viajar com um animal de apoio emocional/auxílio psiquiátrico deverão planejar outra forma de viajar (por exemplo, viajar de carro, ônibus ou trem).
  • Os passageiros deverão estar em conformidade com as políticas da GOL, mesmo se elas forem diferentes das políticas da Delta.
  • Para os voos da Delta e da GOL entre os EUA e o Brasil, aplicam-se as regras ESAN da Delta. A GOL está em conformidade com o DOT dos EUA nos voos de/para os EUA.

Atenção Cuba:
Animais de serviço treinados e de apoio emocional/auxílio psiquiátrico não são reconhecidos como animais de serviço pelas autoridades cubanas e serão tratados como animais de estimação domésticos (somente cães e gatos) ao chegarem. Para que um animal possa viajar a Cuba, o passageiro deverá solicitar e ter em mãos um certificado de animal de estimação doméstico do consulado/embaixada cubana local.

Documentação exigida:
Para receber um certificado de animal de estimação do consulado/embaixada, são necessários:

  • Passaporte do animal de estimação (quando for o caso) com todas as vacinas em dia
  • Certificado de saúde para a viagem do animal (solicitar a um veterinário)
  • Certificado de boas condições de saúde
  • Fotocópia do passaporte da pessoa que viaja com o animal
  • Pagamento da taxa consular para esse serviço

Por correio:

  • Passaporte do animal de estimação (quando for o caso) com todas as vacinas em dia
  • Certificado de saúde para a viagem do animal (solicitar a um veterinário)
  • Certificado de boas condições de saúde
  • Fotocópia do passaporte da pessoa que viaja com o animal
  • Pagamento da taxa consular para esse serviço
  • Envelope com selo para a devolução dos documentos
  • Observação: Se a solicitação for feita pelo correio ou por um terceiro, será cobrada uma taxa consular extra para o serviço consular pertinente.
  • Todos os pagamentos deverão ser feitos em dinheiro ou cheque. Dinheiro enviado pelo correio será recusado e devolvido sob responsabilidade do solicitante.

Exigências do Reino Unido:
A Delta transportará animais de apoio emocional/auxílio psiquiátrico – somente cães e gatos – para Londres (Heathrow e Gatwick), Manchester e Edimburgo com a documentação apropriada e conforme as regras do Reino Unido para o transporte de animais.

Para um passageiro poder transportar um cão ou gato, ele deve:

  • Entrar em contato com o Centro de Recepção de Animais (ARC) apropriado na cidade para onde estiver viajando para obter mais informações e instruções sobre o que será necessário para entrar no Reino Unido. Depois da reserva, os passageiros deverão entrar em contato diretamente com o ARC para planejar a chegada de seu animal de estimação e assegurar que todos os papéis necessários sejam preenchidos antecipadamente para a liberação de seu cão ou gato pela alfândega do Reino Unido.
  • Os passageiros deverão fornecer uma carta de aprovação antecipada do ARC da cidade para onde estiverem viajando, indicando que o cão ou gato de apoio emocional/auxílio psiquiátrico possui a devida documentação, atende às exigências de saúde necessárias e tem o microchip apropriado implantado. A Delta pedirá essa documentação, incluindo a carta de aprovação antecipada, para processar a solicitação de transporte do cão ou gato dos passageiros.
    • Pague todas as taxas e custos apropriados relacionados com a aceitação no Reino Unido de cães e gatos de apoio. Uma lista atualizada dos custos poderá ser fornecida pelo ARC da cidade para onde estiver viajando.

*LGW-Londres Gatwick

Animal Aircare Co. Ltd.

Gatwick Airport

Horley, Surrey, RH6 0SQ

(0)129 346 2180

LHR-Londres Heathrow

City of London Animal Reception Centre

City of London

Guildhall, PO Box 270

Londres EC2P 2EJ

MAN-Manchester Pets on Jets

Edifício 300

World Freight Terminal

Manchester Airport M90 5BA

(0)161 489 8220

Posto de Inspeção de Fronteira para pequenos animais do Aeroporto de Edimburgo – EDI

arc@extrordinair.co.uk

(0)131 317 7277

Para quaisquer perguntas relacionadas com o Programa de Viagens de Animais de Estimação do Reino Unido, entre em contato com o Departamento de Assuntos Ambientais, Alimentícios e Rurais (Department of Enviroment, Food and Rural Affairs, DEFRA).