Plano de contingência para atrasos prolongados na pista


Última atualização: 01 de julho de 2021

Visão geral

Antes que ocorram atrasos, a Delta tem um plano abrangente projetado para prever e efetuar ajustes em caso de desafios operacionais e diminuir atrasos demorados enquanto os passageiros estão a bordo das aeronaves. O Centro de Controle de Operações/Central de Clientes (OCC) na sede da Delta é responsável pela execução diária deste plano, preservando a segurança e o bem-estar de nossos clientes.

A regra de atraso na pista do Departamento de Transportes (DOT) exige que os passageiros em um voo com atraso na pista tenham a oportunidade de desembarcar antes de três horas (para voos domésticos) ou quatro horas (para voos internacionais) após o início do atraso na pista, a menos que:

  • para voos de partida, o voo comece a retornar a um ponto de desembarque adequado no máximo três horas (para voos domésticos) ou quatro horas (para voos internacionais) após a porta principal da aeronave ser fechada para oferecer saída; ou
  • o piloto em comando determine que desembarcar passageiros em um ponto de desembarque adequado prejudicaria a segurança dos passageiros ou se houver uma razão relacionada com a segurança ou proteção pela qual a aeronave não puder deixar sua posição na pista para desembarcar passageiros; ou
  • o Controle de Tráfego Aéreo (ATC) informe ao piloto em comando que retornar a um ponto de desembarque adequado para desembarcar passageiros interromperia significativamente as operações do aeroporto.

O plano da Delta atende ou excede todas as especificações de limites impostos por esse regulamento. A Delta desenvolveu um plano detalhado para prestar contas desses tempos quando restrições imprevistas causarem atrasos no taxiamento.

Requisitos do Plano

O plano de contingência da Delta assegura que a Delta tenha recursos suficientes e que atenderá aos requisitos do DOT para atrasos prolongados na pista, inclusive desvios. Isso inclui o limite de tempo de três horas para voos nacionais e de quatro horas para voos internacionais para oferecer saída (desembarques incluindo chegadas com redirecionamento) ou dar a volta com a aeronave/solicitar permissão para dar a volta (embarques).

Esse plano assegura que a Delta atenderá ou superará as orientações especificadas relacionadas ao fornecimento da seguinte forma: alimentação e água potável adequadas em no máximo duas horas após o início do atraso na pista, a menos que o piloto em comando determine que considerações de proteção ou segurança desencorajem tais serviços; instalações sanitárias disponíveis, cuidados médicos, temperaturas confortáveis na cabine e outras necessidades para o conforto dos passageiros.

Responsabilidade

O Centro de Controle de Operações/Central de Clientes (OCC) é responsável pelo gerenciamento e qualidade do plano. A tomada de decisões para esse plano é feita dentro do OCC. O Atendimento ao Consumidor no Aeroporto (ACS), Operações de Voo e Serviços a Bordo executarão o plano nas estações e nos voos.

Plano nas Estações

O plano é desenvolvido sobre os procedimentos operacionais padrão atualmente implementados para lidar com atrasos prolongados e desvios a bordo. Todas as estações identificaram recursos e desenvolveram procedimentos que permitirão trazer um avião efetivamente para fora da pista e abrir a porta, dando aos passageiros a oportunidade de desembarcar dentro de limites de tempo especificados.

As estações assegurarão que os desvios tenham a mesma prioridade que outros atrasos de taxiamento, ou seja, a saída do passageiro será permitida antes da marca de 3 horas (4 horas para voos internacionais). Planos de estações individuais devem permitir pelo menos 30 minutos (ou no máximo 60 minutos nas estações maiores) para a conclusão da tarefa de retorno ao portão e desembarque.

Todas as estações coordenaram planos com Operações do Aeroporto e agências governamentais locais (TSA e CBA onde aplicáveis) para atender aos requisitos da regra de atraso na pista. Esse planos consistem em métodos de apoio a equipamentos inoperantes, provisionamento e manutenção de aeronaves, bem como considerações sobre portão ou estacionamento distante (inclusive o compartilhamento de instalações e disponibilização de portões em uma emergência)

Comunicação

Os anúncios são feitos pelo ACS quando a aeronave estiver no portão com as portas abertas. Após o fechamento das portas, os anúncios serão feitos pela tripulação de voo. Os anúncios:

  • Ocorrem pelo menos a cada 30 minutos enquanto a aeronave estiver atrasada
  • Identificarão os motivos da demora e o horário de partida estimado
  • Explicarão os efeitos possíveis da regra de atraso na pista do DOT
  • Informam aos clientes sobre a possibilidade de saída, caso a oportunidade exista, começando 30 minutos após o horário de partida (incluindo o horário de partida revisado) e a cada 30 minutos a partir de então

Durante todo o atraso do voo, a comunicação entre o Centro de Controle de Operações/Central do Cliente (OCC) da Delta e a tripulação do voo será contínua. Ambos monitorarão o ambiente geral e "ânimo" dos clientes em todos os momentos. A Delta tomará decisões para o bem-estar de todos os clientes a bordo do voo afetado.